segunda-feira, 7 de agosto de 2017

POLÍCIA CIVIL APURA CIRCUNSTÂNCIAS DA MORTE DE ESCRIVÃO NA DELEGACIA DE ITUPIRANGA

A Polícia Civil está apurando as circunstâncias da morte do escrivão José Raimundo Oliveira Rodrigues, que foi encontrado morto no cartório da Delegacia de Itupiranga, sudeste do Pará, onde trabalhava. Informações iniciais apuradas pelo delegado Marcelo Dias, superintendente da Polícia Civil na Região Sudeste do Pará, dão conta de que o policial civil cometeu suicídio com dois disparos de pistola calibre .40, dentro do cartório da Delegacia. O primeiro disparo atingiu o maxilar, cujo projétil se alojou na sobrancelha direita e não chegou a atingir a massa encefálica, e o segundo foi disparado contra o próprio peito do policial civil.

Foram ouvidos dois policiais militares do Grupamento Tático-Operacional (GTO) de Marabá; dois investigadores, a delegada titular da Delegacia e duas testemunhas oculares que aguardavam serem atendidas pelo escrivão. O delegado apurou que, no momento dos disparos, um dos investigadores havia acabado de chegar à Delegacia, enquanto o outro estava no alojamento do prédio.

Assim que ouviu o primeiro disparo, o investigador, que chegava à Delegacia, olhou pela janela, no lado de fora do prédio, e viu o escrivão caído no cartório. De imediato, o policial civil passou a pedir socorro para ajudar o escrivão. Foi nesse momento que o segundo disparo foi ouvido. Logo em seguida, os dois policiais civis juntamente com os policiais militares entraram no cartório e encontraram o escrivão morto com a arma ao lado do corpo.

Assim que foi comunicado sobre o fato, o delegado Marcelo Dias iniciou as investigações, requisitando ao Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, núcleo de Marabá, a realização de perícia no local dos fatos, bem como remoção do corpo para passar por exames necessários para confirmar oficialmente a causa da morte, além da apreensão e encaminhamento da pistola usada pelo policial civil para ser periciada. O delegado ressalta que, apesar dos depoimentos e das investigações realizadas no local indicarem que houve o suicídio, prefere aguardar os laudos periciais.

Nenhum comentário: